Qual vídeo/vlog vocês querem no canal do youtube?

Pesquisar este blog

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguidores

Google Analytics

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de Análises Clínicas, formada em técnico em farmácia, técnico em química e atualmente maquiadora profissional, aquariana, 27 anos, adora escrever, adora livros, Potterhead.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.
terça-feira, 4 de fevereiro de 2014
Ola gente...como eu estava um tempinho sumida (4 dias...) vamos ao segundo post de hoje!! COMO É BOM SORRIR

Essa matéria foi tirada do Info Abrasta (novembro e dezembro de 2013)...a grande maioria dos posts daqui pra frente vão ser retirados dos Info's ABRASTA e ABRALE!! Esses info's tem muitas dicas e informações importantíssimas.

Vamos ao segundo post de hoje.

    Transfusões de sangue e quelação de ferro são situações rotineiras aos portadores de talassemia major e intermédia. Parte de suas vidas é dedicada a este tratamento, o que, muitas vezes,acaba por gerar um desgaste. E é neste momento que vem a mente: "se eu não fizer a quelação só hoje, não fará tanta diferença assim!" ou "tomar sangue um pouco depois do prazo estabelecido não irá mudar nada". Doce engano.
    Um tratamento realizado de maneira incorreta pode trazer diversos problemas ao corpo, incluindo comprometimento de órgãos essenciais à vida, como o coração. Nesta matéria focaremos uma das consequências que mais incomodam os pacientes: os problemas na região bucal.
    A talassemia major e intermédia torna comprometida a formação rígida da parte dos ossos, também conhecida como mineral. Eles começam a crescer mais do que o normal, podendo causar deformidades no crânio e face, em especial na arcada dentária.
    Isso acontece porque a medula óssea, responsável pela produção das células do sangue, sofre um aumento de até 30 vezes ao seu tamanho normal, e passa a produzir um número maior de células vermelhas. Como resultado, os pacientes podem apresentar:
   
    Atresia maxilar - quando há discrepância da maxila (superior ou inferior) em relação à mandíbula, causando uma mordida defeituosa;

    Hipotonia nos lábios - problema na estrutura dentária, que faz com que o indivíduo tenha uma respiração oral (pela boca), em vez de respiração nasal (pelo nariz), propiciando, de maneira menos eficiente, as funções de mastigação, deglutição e fala.

    O excesso de ferro também pode provocar alteração na coloração dos dentes, tornando-os mais escuros (amarelo-esverdeado).
    Mas a prevenção é possível. "Se o tratamento da talassemia for realizado de maneira correta, as alterações na dentição serão muito difíceis de acontecer, por isso a importância de segui-lo de maneira precisa".
    Com os diversos avanços na medicina odontológica, os tratamentos também já estão disponíveis. Segundo o Dr. Luiz Antônio de Souza, cirurgião-dentista do HEMOSC (Hemocentro de Santa Catarina), tudo irá depender do momento em que será feita a intervenção profissional, da gravidade e do grau de comprometimento do paciente.
    "A ortopedia funcional dos maxilares é, no meu entendimento, a melhor opção, pois este tipo de tratamento realiza a modelagem óssea e consequente alinhamento dental e correção oclusal. Com a associação do tratamento com aparelhos ortopédicos funcionais e ortodônticos, obtêm-se ótimos resultados", explica.
    Outra opção para corrigir a dentição é a cirurgia ortognástica, um procedimento cirúrgico odontológico que visa restabelecer um padrão facial normal em pacientes adultos que apresentam defeitos ósseos na região da boca. "As cirurgias ortognásticas, quando indicadas, também apresentam ótimos resultados corretivos", garante Dr. Luiz.

CUIDE-SE
Para manter-se sempre saudável, é essencial realizar a higiene bucal de maneira adequada. Por mais óbvio que pareça, escovar os dentes corretamente, usar o fio dental diariamente, beber bastante água e não ingerir doces e refrigerantes em demasia (demais) pode evitar problemas futuros, como cáries, gengivite e até perda dos dentes.





Beijinhos e até a próxima!!

Fernanda Rebeque Rebello - Blog Tudo Sobre Talassemia

0 comentários: